Ensino

13.09.2010

De assistente a coordenador

São mais do que braços. O bom assistente ganha espaço e pode se tornar um coordenador.

Assistentes de Coordenação

A qualidade das escolas do Ometz Group é um dos fatores mais preservados em todos os sentidos. E dessa necessidade, nasceu, há muitos anos, o assistente de coordenação. Nas escolas que tinham um número alto de alunos, com muitos estudantes, a qualidade do atendimento poderia cair, e foi então que surgiu essa função.
 
De acordo com Dani Pureza, o assistente de coordenação é visto como um aprendiz de coordenador. “Quando abre uma nova franquia, a gente acaba tendo candidatos a coordenador nas próprias escolas. Os assistentes já conhecem a metodologia, o tratamento dado aos alunos e tudo mais, pois ele faz uma espécie de estágio enquanto está na função”, detalha.  
 
De acordo com ela, o assistente continua atuando como professor e essa prática é importante. “Ele tem turmas e, nos outros horários, está na coordenação, pois alterna o horário com o coordenador. Assim, o aluno sempre tem com quem falar. Sob a orientação do coordenador, o assistente ajuda e muito”, completa Dani Pureza.
 
Tatiana de Souza é um dos exemplos de assistente que aproveitou a oportunidade para mostrar trabalho. Depois de oito meses como assistente, surgiu a oportunidade e hoje ela coordena a Wise Up Barra da Tijuca e tem duas assistentes. “Esse cargo é um trampolim, pois não deixa de ser um treinamento para ser um coordenador um dia, ele te prepara para os atendimentos, para as aulas etc.”, explica. Tatiana garante que ser assistente é uma fase muito interessante para o crescimento. “Você começa a olhar a empresa de uma perspectiva diferente do professor, com uma visão mais ampla”.
 
Fátima Machado, coordenadora da Wise Up Centro do Rio, também foi assistente. “O cargo nada mais é do que uma fase de preparação para que nos tornemos potenciais coordenadores e possamos estar mais prontos para assumir novas escolas e novos desafios”, declara. Hoje, Fátima tem dois assistentes que vivenciam e fazem um pouco de todas as tarefas pertinentes à coordenação, sempre sob a supervisão dela. “É feita uma divisão de tarefas e eles seguem uma agenda a fim de conseguir lidar com as prioridades e com o inesperado. O trabalho deles é muito importante”, finaliza.
 
Aline Weiler

Compartilhe |
Avalie:
(0/250)

9 COMENTÁRIOS

  • 19.09.2010 | 21H09 DE:

    Talita Moreira - LEXICAL Duque de Caxias-RJ

    é bom para qualquer funcionário, independente do cargo que ocupa atualmente, saber que há a possibilidade de crescer dentro da empresa - o que não ocorre em muitos lugares. Isso motiva bastante!!

  • 19.09.2010 | 17H09 DE:

    Vitor Rabbit - Wise Up Batel, Trainee P&D

    O bom assistente e o bom coordenador tem tato para falar com os professores, alunos e os demais departamentos. Sem empatia, ele logo se desgasta e torna as tarefas do dia-a-dia bem árduas.

  • 14.09.2010 | 21H09 DE:

    Sergio Barreto

    Apostar no assistente de coord e semear, formar celeiro de talentos! Quem nao semeia, nao pode querer colher resultados, pode?

  • 14.09.2010 | 15H09 DE:

    Dilmar Ribeiro - Celula de Ensino

    Eles são importantíssimos para o desenvolvimento de um um ótimo trabalho.

  • 14.09.2010 | 14H09 DE:

    Fátima Machado

    O trabalho deles é de fato de extrema importância e é uma grande chance para que eles se preparem para assumir novas escolas!

1  de  1372  | PRÓXIMA >